HIPERMOBILIDADE ARTICULAR

A Hipermobilidade Articular atinge 30% da população, os portadores são aquelas pessoas que conseguem se esticar como o professor de educação física pede. Eles encostam as mãos no chão inclinando apenas o tronco, estica os joelhos para trás e coloca o polegar no antebraço.

hipermobilidadeTudo isso sem sacrifício e aí está uma das provas da sua elasticidade exagerada, fora dos padrões esperados de flexibilidade. Os movimentos realizados chamam a atenção pela amplitude e pelo fato de serem impossíveis para uma pessoa considerada normal. Os contorcionistas dos circos são um exemplo clássico dos níveis de flexibilidade articular que um portador do defeito genético pode alcançar.

A patologia é um defeito genético dos tecidos moles tais como tendões, ligamentos e músculos. Este caso genético pode desencadear muitos problemas para a saúde como tendinites, bursites, lesões de ligamentos, desvios na coluna vertebral e nos joelhos e até mesmo a incontinência urinária. Descobriu que o problema é causado por uma frouxidão das articulações corporais. Em uma pesquisa sobre o assunto, concluiu-se que grande parte das queixas de dores na coluna, no ombro, no joelho e muitas outras, entre trabalhadores de indústrias, são identificados casos de portadores de Hipermobilidade. Somente na indústria têxtil, foram encontrados 27,7% dos casos. “Há muitas pessoas que procuram os consultórios reclamando de dores no corpo e o diagnóstico de Hipermobilidade nunca foi feito. O ideal seria que em toda rotina de exame físico se incluísse o teste para detectar o portador. Mas este teste ainda é desconhecido pela maioria dos profissionais da saúde.”

“A flexibilidade corporal faz com que o paciente perca o eixo do corpo. É como se o paciente perdesse o equilíbrio do corpo, sem perceber que isso acontece.” A flexibilidade varia de acordo com o sexo, idade, raça entre outros e pode estar relacionada a algumas doenças como a Síndrome de Hellers Danlos e à composição corporal (com o predomínio de algumas fibras colágenas) a síndrome é resultado da seleção natural. Alguns grupos apresentam maior incidência como as mulheres e os negros. As crianças manifestam a Hipermobilidade de forma mais acentuada e a amplitude dos movimentos pode ficar menor com o passar do tempo. Não há um consenso para quais os níveis ideais de flexibilidade para a saúde de um indivíduo. “O que podemos afirmar é que movimentos como tocar as mãos nos pés ao fletir o corpo para frente não é uma tarefa considerada normal. O esperado é que se consiga, mas com um pouco de dificuldades”, adolescente são sérias vítimas de escoliose por causa da própria Hipermobilidade Vertebral, e isso é frequente, pois seus períodos de má postura faz com que o desalinhamento das vértebras sejam constantes.

Consulte-nos e saiba do diagnóstico tratamento e prevenção.

QUIROPRAXIA PEDIATRICA – TRATAMENTO ENURESE NOTURNA

Pesquisas mostram o beneficio da Quiropraxia para as crianças que sofrem “Enuresis Nocturno”, mais conhecido como hábito de urinar na cama. O “Jornal of Manipulative and Physiological Therapeutics”, em artigo recente, mostra “uma melhora importante em crianças com este problema quando comparadas com crianças que não receberam os cuidados da Quiropraxia”.

Foram pesquisadas 171 crianças que sofriam enurese, em média de sete noites por semana. Com o tratamento quiroprático as noites molhadas se reduziram para quatro por semana e após o primeiro mês do tratamento, 75% das crianças mostraram uma redução de 50%. Surpreendentemente, em algumas crianças a melhora é imediata, bastando o primeiro ajuste de Quiropraxia. Estes procedimentos dispensam o uso de medicamentos para corrigir a disfunção. Em outras palavras, os profissionais consideram o ajuste a melhor maneira de tratar o problema, em vez de dar remédios para as crianças, sendo considerado o fator psicossomático (medos) que é um dos maiores vilões da infância.

Um exame precoce pode detectar a disfunção articular, corrigindo-a facilmente,

se a disfunção articular não for corrigida ela pode comprometer a medula espinhal ou os nervos que controlam os músculos e os órgãos da criança. Em alguns casos, a disfunção articular sem correção pode causar deformidades na coluna vertebral que se apresentara na fase da adolescência.

• Preocupações, QUANDO seu filho pratica esportes regularmente, um empurrão nas costas num jogo de futebol ou basquete pode machucar uma coluna jovem, tirando uma vértebra de seu alinhamento. A quiropraxia pode fazer mais do que corrigir este problema; ele também pode ajudar a melhorar o desempenho desse atleta-mirim, ajudando o corpo a funcionar em nível ótimo, naturalmente, sem estresses e sem medicamentos.

Seu filho pode aprender bons hábitos de saúde desde pequeno, colhendo os benefícios na idade adulta, cuide do seu maior patrimônio, a “Saúde”

Dor de Crescimento

Que as crianças fazem de tudo para chamar a atenção dos pais, ninguém duvida. Mas, e aquele menino que acorda chorando no meio da noite, reclamando de dor na perna? Ou aquela garotinha de 6 anos que sequer consegue pegar no sono por conta do mesmo problema?

De acordo com o ortopedista Lafayette Lage, especialista em Medicina Esportiva e cirurgias de quadril, 25% das crianças sofre de dor de crescimento. É uma causa das mais comuns de consultas em reumatologia pediátrica, sempre nos deparamos com uma criança normal, saudável, ativa, que refere ter episódios repetitivos de dores nas pernas. Essas crises podem ser diárias ou esporádicas, em geral a dor é bilateral, profunda e intensa principalmente no final da tarde ou à noite.

A criança vai dormir bem e acorda chorando de dores nas pernas ou lombar, massagem dos pais reflete alívio superficial, momentâneo, outras crises decorrem em horas mais tarde ou dias seguintes. É comum a ausência de inflamação, inchaço ou vermelhidão, nada aparente pode se notar, apenas a resposta verbal da criança. Duvidar da criança pode ser uma falha de conduta dos pais no momento crucial da formação.

Suas atividades e peraltices podem alterar a forma da báscula da pelve (bacia lombar) quando os pais percebem que a reclamação de dor é frequente, persistente, se estendendo do início da noite ao começo da manhã do dia seguinte, deve-se desconfiar de que alguma coisa esteja acontecendo.

A Quiropraxia pediátrica avalia toda a constituição ortopédica segundo a formação da fase, liberando articulações, pinçamento e sub-fixação muscular, um olhar clínico pode mudar a trajetória desastrosa de uma escoliose ou cifose, quando reconhecido logo na infância, onde o início de desvios ortopédicos visíveis dá-se em maior número a partir dos 5 anos.

Como emagrecer melhorando a postura

Tudo começa com um pressuposto simples: o nosso corpo está todo interligado.

posturaO ponto relevante aqui é: os abdominais e as costas estão diretamente relacionados, na medida em que formam uma espécie de “cinta” á volta do corpo. Isto significa que a sua barriga depende da forma como anda e se senta, ou seja, da sua postura. Significa ainda que a força do seu estômago também influencie a sua postura. Quer perder essa barriguinha? Endireite-se e sente-se com as costas direitas, de preferência encostadas à cadeira. Vê a diferença?

Caminhar e sentar com as costas direitas o afeta de imediato. Primeiro porque nessa posição, a barriga não é tão visível, aparentando ser mais magro. Segundo, ao assumir uma postura correta, fortalece as costas, o que por sua vez, torna mais fácil manter essa postura por mais tempo. Em terceiro lugar, uma postura errada provoca dores nas costas, dificultando assim o exercício.

Uma postura correta ajuda a identificar melhor e a eliminar a gordura acumulada na barriga. Ajuda também na circulação sanguínea. O sangue flui livremente pelo seu corpo, especialmente para o baixo torso e pernas, partes vitais nos exercícios abdominais. Esticar as costas

Deite-se de barriga para baixo e coloque a testa no chão, ou use algo mais confortável. Com os braços paralelos ao corpo e com as palmas das mãos voltadas para cima, contraia as costas e tente levantar a parte de cima do corpo. Aguente a contração um pouco e relaxe. Lentamente, volte à posição de partida, com a barriga no chão, e prepare-se para repetir de novo o processo. Em seguida, imagine que é um super herói, e estique os braços bem acima da cabeça. Mantendo esta posição, levante as duas pernas ao mesmo tempo e aguente por uns momentos, voltando a baixá-las em seguida. Estes dois exercícios podem ajudá-lo a fortalecer as costas e a corrigir a sua postura. Estes passos permitem-lhe perder de vista essa “lomba” que carrega. Pode continuar a exercitar as costas, Lembre-se, no entanto, de consultar profissionais antes de começar, e de fazer o aquecimento antes de qualquer exercício.

A Quiropraxia por sua vez alinha o empilhamento vertebral proporcionando uma postura ereta, passo que aplica sessões de Quiropraxia o corpo instintivamente entende sua memória por ressonância de como é ficar correto. Consulte-nos; Atendimento com horário agendado.

Joelho Varo ou Valgo, as famosas pernas tortas

No período de crescimento a criança pode apresentar algumas deformidades nos membros inferiores. Dentre estas, podemos encontrar algumas deformações nos joelhos do bebê, que recebem o nome de geno varo (quando voltados para fora) e geno valgo (voltados para dentro).

varo Para fazer um diagnóstico preciso é necessário examinar sua cintura ilíaca, e o histórico clínico, avaliar se há alguma associação com o fator genético, se é reflexo de um trauma anterior, causado por doença congênita ou por carências nutricionais. Mais freqüente nos bebês mais jovens (geralmente entre 14 e 36 meses de vida), o joelho varo é caracterizado pelo arqueamento dos membros inferiores, percebendo-se um afastamento entre os joelhos. (semelhante ao cowboy). Na tentativa de compensar este arqueamento outras articulações como o tornozelo e o quadril também podem apresentar alterações. Às vezes, o desalinhamento dos joelhos pode ser causado por anormalidades nos quadris. Não são comuns queixas de dor, desequilíbrio da postura ou maior tempo necessário para o nenê começar a andar. Nos primeiros três anos de vida pode ocorrer um varismo fisiológico, que não costuma demandar tratamento específico somente observação dos pais.

valgoOs joelhos valgos são, ao contrário, voltados para dentro, ou seja, muito juntos (em “X”). Geralmente são encontrados em crianças maiores, atingindo a faixa dos dois aos sete anos de idade. O joelho valgo pode originar outras alterações, como o pé pronado e plano. A locomoção e as atividades físicas da criança com valgismo leve se dão normalmente, ainda que esteticamente os joelhos em “X” possam incomodar os pais e o próprio paciente. Os casos mais graves de valgismo podem causar dificuldade de locomoção, cansaço nos membros inferiores, aumento do esforço e lesões nos joelhos e manchas de assaduras entre as coxas.

Na maior parte dos casos, a correção do problema acontece de maneira gradual e espontânea até os dez anos de idade. A forma como o tratamento será conduzido depende do grau de deformidade e da idade do paciente, envolvendo procedimentos clínicos da Quiropraxia.

Indicação de tratamento na fase infantil, pois a correção acontece homogeneamente com o crescimento. Consulte-nos para um diagnostico preciso, Fique de olho nas perninhas do seu filho!

Cuidados com a hérnia de disco

As causas e agravantes destas situações são as condições de trabalho, o manuseio, levantamento e carregamento de pesos excessivamente pesados, a manutenção de posturas incorretas por muito tempo, as causas psicossomáticas e a fadiga muscular. Muitos casos de dor nas costas podem ser provocados por tensões nos músculos e ligamentos que sustentam a espinha dorsal. Trabalhos e estilos de vida sedentários predispõem a este tipo de tensão. A obesidade – que sobrecarrega o peso sobre a coluna vertebral e pressiona os discos -, é outro fator desencadeante.

coluna1A coluna vertebral possui algumas curvaturas que são normais, o aumento, acentuação ou diminuição destas curvaturas podem representar doenças e precisam ser tratadas.As curvaturas normais são quatro: a lordose cervical (1), a cifose torácica (2), a lordose lombar (3) e a cifose coccígena (sacro e cóccix (4), como se pode ver na figura ao lado).

A coluna vertebral é formada por 33 ou 34 vértebras, que são separadas uma das outras por um disco intervertebral, este disco é responsável pela mobilidade da coluna. Esta parte da anatomia é bastante interessante como se pode ver no desenho a seguir.

coluna2Ao lado se observa que a vértebra é a parte óssea da coluna, e o orifício de conjugação é o espaço por onde passam os nervos.E xistem dois tipos de nervos, um responsável pelas sensações e outro responsável pelos movimentos.

Entre as vértebras vemos o disco intervertebral e mais ao centro do disco encontramos o núcleo pulposo. Quando a pessoa se movimenta para frente, para traz ou para os lados o núcleo pulposo se movimenta também, porém em sentido contrário, ou seja, quando se dobra o tronco para frente, o núcleo vai para traz em direção ao nervo. O núcleo pulposo é muito mais rígido do que o disco e têm a tendência de “tentar fugir“. Quem impede esta “fuga” são os anéis fibrosos. Quando estes anéis são danificados o núcleo fica instável e pode conseguir “fugir”. A saída do núcleo é chamada de hérnia de disco. A hérnia de disco pode acontecer entre qualquer uma das vértebras, porém a maior incidência se dá na região lombar L4, L5.

coluna3Portanto, quando acontece uma hérnia na região lombar, pode ser sentido o reflexo (dor ou formigamento) em uma ou ambas as pernas, como na ilustração ao lado. As doenças de um modo geral não acontecem da noite para o dia, elas são cumulativas e progressivas. Certamente, todos os dias as pessoas realizam alguma atividade que pode prejudicar a coluna.Tratamento: Ajustes técnicos de Quiropraxia vai liberar o pinçamento da vértebra, e repouso limitado combinado com atividade física e educação apropriados constitui-se, em promover a cura. A dor nas costas aguda, em geral desaparece após alguns dias. Permanecer na cama durante um período prolongado não traz benefícios, pois debilita a musculatura.

Terapia Bio-Cranial na mulher mais velha do mundo

Fotos do atendimento prestado pelo QUIROPRAXISTA Sandro da Silva Vera à Srª Maria Oliva da Silva, de 128 anos, na casa da paciente, que atualmente reside no estado do Paraná na cidade de Astorga, mais especificamente no Distrito de Içara.

mariaoliva3Seu estado físico é debilitado mas, apesar de sua idade avançada, ela está lúcida, conversa sobre os mais variados assuntos, faz uma boa alimentação e não tem nenhuma patologia clínica específica.

A terapia Bio-cranial que recebeu lhe causou relaxamento e bem estar, pois há vários dias tinha queixas de dores de cabeça e após a terapia de 40 minutos, aproximadamente, já não sentira mais as dores.

O que é Terapia Bio-Cranial?

É uma massagem craniana que ativa todo o Sistema nervoso central, auxiliando no alivio das tensões nervosas, eliminando as dores relacionadas com a cabeça, por exemplo: enxaqueca, sinusite, ATM, dores timpânicas, zumbidos, labirintite, inflamação do trigêmeo, dores cervicais, etc. São mais de 150 tipos de dores cefálicas diferentes, sendo que as causas em 87% delas são relacionadas com tensão e o stress. O tratamento Bio-cranial atua em diferentes condições, pois acelera o metabolismo para criar imunidade em promover a sua auto-recuperação, naturalmente, através de técnicas específicas.

mariaoliva2O que é a Quiropraxia?

É uma profissão na área da saúde de contato direto, ou seja, o paciente pode se consultar com o quiropraxista diretamente cabe ao profissional examinar e verificar se ele deve ser tratado com Quiropraxia, ou ser encaminhado para outro profissional na área da saúde. A técnica de quiropraxia trata predominantemente de problemas neuro-músculo-esquelético, ou seja, situações articulares, músculos, tendões, bursas, disco interarticular, etc… A principal forma de tratamento é realizada manualmente atuando detalhadamente nas articulações através das técnicas especificas.(M.M.Souza).

Srª Maria Oliva da Silva, nasceu em Itapetininga – interior de São Paulo, conforme consta em seus documentos, no dia 28 de fevereiro de 1880. Ela realizou 128 anos e já alcançou a sua quinta geração.

mariaoliva1ª – 14 Filhos

2ª – Netos

3ª – Bisnetos  } 384

4ª – Tataranetos

5ª – 4 Tetranetos

Total: 402 pessoas

Esta imagem mostra uma partícula de sua geração: sentada na cadeira sua filha de 76 anos, em pé seu neto e seu bisneto no colo. De todos seus filhos somente três estão vivos, sendo que de 14 do total, dez filhos legítimos e quatro de criação.

Ela já recebeu a homologação dos Livros dos Recordes (RankBrasil) de Superação de Mulher mais Velha do Brasil quando tinha 124 anos, em Outubro de 2004, e agora completou 128 anos sendo a Superação do Mundo.